O papel da Cloud na jornada da transformação digital em Africa

Por Pedro Guerreiro, Director Geral da SAP West África e Africa Lusófona

LUANDA, Angola, 13 Outubro de 2017,-/African Media Agency (AMA)/- As empresas reconhecem que as oportunidades perdidas em ineficiências e no não enquadramento de inovação nos seus negocio representam volumes de negocio e de rentabilidades que são desperdiçados e constrangem o seu crescimento e competitividade. Neste contexto, os CEOs encaram o digital como uma oportunidade e uma ameaça, sendo que a questão fulcral não se centra na consciência em torno do tema, mas sobre como desencadear o poder da transformação digital, ao mesmo tempo que se procura o equilíbrio entre manter um negócio saudável, a infraestrutura actual e inovar sem disrupção.

O mandato proveniente da área de negócio para a área das TI’s mudou. Durante décadas, a responsabilidade principal de um CIO foi reduzir os custos e manter as “luzes”, apenas o suficiente, para executar os processos de missão crítica. Actualmente, os CIOs e os departamentos de TI estão encarregados de impulsionar a inovação empresarial. Para se manterem competitivos na economia digital já não basta ter um ambiente de sistemas, cujo principal papel é manter registos.

A maioria das organizações investe a fim de manter e personalizar os seus ambientes de TI e responder às suas necessidades exclusivas de negócio. Actualmente, quase todas as organizações possuem algum nível de presença na Cloud, geralmente para a gestão do relacionamento com clientes (CRM), gestão de capital humano (HCM) ou para a função de compras e abastecimento. A questão que ouvimos dos clientes com maior frequência não é como fazer a sua primeira incursão na Cloud, mas sim como projectar uma estratégia corporativa para a Cloud, que proteja os investimentos existentes, acelere a inovação e mantenha intactos os processos de negócios exclusivos de uma organização.

Apostar na Cloud não obriga a fragmentar partes do negócio ou apostar numa abordagem de remoção e substituição. A Cloud é um dos principais impulsionadores da transformação digital, que interrompeu o modelo de TI tradicional, reduzindo drasticamente o time to market e o TCO para soluções inovadoras. A sua facilidade de utilização e acesso omnipresente, veio democratizar as decisões sobre a aquisição de software, bem como o acesso e a utilização do mesmo.

O processamento na Cloud oferece uma oportunidade para as empresas, independentemente do seu sector, optimizarem as suas operações de negócio. As modernas ofertas de Cloud reduzem a complexidade da infraestrutura de TI e libertam recursos, que podem ser mais bem aplicados na impulsão da inovação. E com o tema da segurança no topo da lista das preocupações dos líderes empresariais e de TI, os fornecedores de Cloud de hoje investem talento e energia para garantirem que as suas ofertas respeitam os mais rigorosos requisitos de segurança.

De acordo com a IDC, espera-se que os gastos com a Cloud aumentem em 25% para atingir mais de 100 mil milhões de dólares, com a perspetiva do número de centros de dados Cloud vir a duplicar. Num outro estudo, os analistas descobriram que as 200 maiores empresas mundiais perderam 237 mil milhões de dólares em lucros, principalmente devido a custos ocultos com a complexidade.

Apesar destes sinais claros, a migração em Cloud de aplicações empresariais chave ainda é vista com reservas e, muitas vezes, com resistência. Os líderes de TI referem preocupações tais como: inatividade, segurança, potencial perda de controlo sobre os principais processos de negócio e custos.

Gestão da crescente complexidade
À medida que as tecnologias como a inteligência artificial, a análise preditiva, realidade aumentada, realidade virtual e Internet of Things se tornam convencionais, os sistemas de TI das empresas e os processos digitais inerentes ficam cada vez mais complexos. As empresas precisam de encontrar novas formas de reduzir a complexidade, ao mesmo tempo que devem assegurar que os seus sistemas de TI são flexíveis o suficiente para se adaptarem aos requisitos de uma tecnologia e de um ambiente de negócio em mudança.

Muitas organizações optam por migrar para a Cloud, algumas ou todas as suas aplicações de missão crítica, a fim de aumentarem a flexibilidade. Para fazerem isto de forma eficiente, é fundamental entender alguns dos principais factores de sucesso de um modelo Cloud. A principal questão de qualquer aplicação de missão crítica na Cloud resume-se a quatro premissas:

1. Uma abordagem completa ao acordo do nível do serviço, end-to-end, que evite o desperdício de tempo improdutivo por diferentes fornecedores de serviços.
2. Integração em todo o ambiente de aplicações.
3. Acesso a especialistas da indústria e de engenharia, bem como às melhores práticas de suporte às contínuas necessidades.
4. Capacidade de alavancar novas competências e recursos transversalmente à infraestrutura, gestão técnica e gestão de aplicações de fornecedores cruzados.

As ofertas de Cloud da SAP fornecem às empresas uma especialização mundial e o conhecimento local necessário para libertarem recursos internos, deslocando o foco da gestão pura de TI – ou seja, da garantia que os sistemas estão em pleno funcionamento – para a inovação, a força motriz de todos os negócios bem-sucedidos na economia digital de hoje.

Cloud: Custo vs Benefício
Executar aplicações de negócio na Cloud significa menor manutenção, especialmente quando comparadas com as soluções instaladas nos centros de dados dos clientes, na medida em que muitos modelos de subscrição incluem manutenção e suporte específicos da empresa, para além do alojamento. Os investimentos para substituição de hardware desactualizado também não são necessários, uma vez que estes já estão incluídos nas taxas mensais e nos contratos de serviços.

O uso de serviços geridos na Cloud (managed cloud services) permite que as empresas dimensionem o alcance das aplicações que pagam pelo que realmente precisam. Embora as existentes soluções instaladas nos servidores das organizações possam ter inúmeras funcionalidades pelas quais as empresas pagam (embora muitas vezes sejam desnecessárias), as empresas com aplicações na Cloud apenas pagam pelo que realmente precisam e pelo que utilizam. Quando os requisitos de negócio mudam, as empresas podem adaptar, de forma flexível e conforme necessário, os seus serviços e aplicações na Cloud.

Criação de valor de negócio
O estabelecimento de uma parceria com um fornecedor líder em Cloud, como a SAP, permite às empresas acelerar os processos de negócio que foram previamente limitados pelo desempenho dos seus sistemas instalados nos centros de dados. Além disso, podem substituir rapidamente as aplicações desactualizadas por novas e certificar-se de que as diferentes localizações da empresa, com versões de software divergentes, sejam actualizadas em paralelo, reduzindo a complexidade geral do ambiente de TI.

O suporte é simplificado de forma semelhante: ao mover aplicações de negócio isoladas para a Cloud, as empresas podem trabalhar com um único fornecedor que assume a total responsabilidade. Com uma oferta de Cloud abrangente, como o SAP HANA Enterprise Cloud, as organizações podem optimizar o seu ambiente de TI e conferir maior robustez ao negócio futuro. Isto permite-lhes estar concentrados na camada funcional e de negócio – fomentando mais inovação, valor de negócio e crescimento – ao mesmo tempo que distribui os aspectos técnicos da gestão de sistemas e aplicações para um parceiro de elevado reconhecimento na Cloud, como a SAP.

Com 125 milhões de subscritores na Cloud e 44 centros de dados de última geração em 27 locais em todo o mundo, não estará na altura de falar com a SAP sobre como a Cloud pode ser integrada na jornada de transformação digital da sua empresa?

Distribuído pela African Media Agency (AMA) em nome da SAP África.

Para mais informação, visite SAP News Center. Siga a SAP no Twitter com @sapnews.

Sobre a SAP
A SAP (NYSE: SAP), como líder no mercado de software e aplicações empresariais, ajuda as empresas de todas as dimensões e indústrias a melhorarem o funcionamento do seu negócio. Nas unidades de negócio, na administração das empresas, nos armazéns, nas lojas ou em movimento, através de dispositivos móveis, a SAP habilita os profissionais e as organizações a trabalharem em conjunto de forma mais eficiente e a utilizarem a informação de gestão com maior eficácia. Os serviços e as aplicações da SAP ajudam cerca de 345 mil clientes, empresas e organizações da Administração Pública, a crescerem de forma sustentada, bem como a serem mais rentáveis, mais ágeis e mais competitivos. Para mais informação, visite-nos em www.sap.com

# # #
Any statements contained in this document that are not historical facts are forward-looking statements as defined in the U.S. Private Securities Litigation Reform Act of 1995. Words such as “anticipate,” “believe,” “estimate,” “expect,” “forecast,” “intend,” “may,” “plan,” “project,” “predict,” “should” and “will” and similar expressions as they relate to SAP are intended to identify such forward-looking statements. SAP undertakes no obligation to publicly update or revise any forward-looking statements. All forward-looking statements are subject to various risks and uncertainties that could cause actual results to differ materially from expectations. The factors that could affect SAP’s future financial results are discussed more fully in SAP’s filings with the U.S. Securities and Exchange Commission (“SEC”), including SAP’s most recent Annual Report on Form 20-F filed with the SEC. Readers are cautioned not to place undue reliance on these forward-looking statements, which speak only as of their dates.
© 2016 SAP SE. All rights reserved.
SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.

Nota aos Editores:
Para visualizar e fazer download de imagens e fotos digitais para imprensa, por favor visite www.sap.com/photos. Nesta plataforma, pode encontrar material de alta resolução para os seus canais de media. Para ver histórias, em formato de vídeo, sobre diversos tópicos, visite www.sap-tv.com. A partir deste site, pode incorporar os vídeos disponíveis nas suas páginas Web, compartilhar vídeos por meio de links de e-mail e subscrever feeds RSS da SAP TV.

Para clientes interessados em conhecerem melhor os produtos da SAP:
Centro Mundial de Apoio ao Cliente: +49 180 534-34-24
Somente para os Estados Unidos: +1 (800) 872-1SAP (1-800-872-1727)

Para mais informação, somente imprensa:
Ansophie Strydom, SAP Africa, +27 (11) 235 6000, a.strydom@sap.com
Adam Hunter, SAP Africa, +27 (711) 787 035, adam.hunter@sap.com

Source: African Media Agency

Log in | Designed by Village Pixels